XTERRA Ouro Preto
Com vitórias de Lucio Otavio e Sofia Subtil, XTERRA Ouro Preto marca início do MTB Cup Pro em grande estilo
05/06/2019
TMCast 00
TMCast #00 – Apresentação Todo Mundo Corre
16/06/2019
Exibir tudo

Seguro viagem… Um item mais que essencial nas viagens para correr

Seguro viagem

Olááá! Tudo bem? E aqui estamos novamente…  Hoje nossa viagem pelo mundo do planejamento será sobre o seguro viagem… Esse é um item que pago para não usar, literalmente… Mas eu já precisei dele em uma viagem há dez anos… E agradeço até hoje por ter feito um seguro antes de ir. Vamos conferir essa história…

Esperei dezoito anos da minha vida para realizar meu sonho de visitar o Egito. Eis que em 2009 tive a chance de ir a esse país. Não foi para correr, mas foi para realizar o sonho mesmo.

Primeiro dia, excelente. Segundo dia… Bom, segundo dia uma dor de garganta estranha. Terceiro dia, dor de cabeça e dor de garganta. “Ah, não há de ser nada não”. Quarto dia, cruzeiro no Rio Nilo e tudo de antes e mais enjoos e vômitos alucinados…

Não conseguia comer nada, tinha febre alta, mas não podia descansar. Eu tinha que ir aos passeios. Afinal, eu queria estar ali.

Na véspera de conhecer o templo que eu mais sonhava ver, cheguei ao auge de passar mal. Tanto que achei que fosse morrer e fiz um vídeo de despedida para que minha amiga mostrasse para minha mãe quando meu corpo chegasse ao Brasil. Não satisfeita, liguei para minha mãe para me despedir.

Bom, agradeço por não ter perdido a mãe naquele dia, pois que pessoa em sã consciência faz uma aberração dessas com uma pessoa que está a quilômetros de distância e não vai poder fazer nada? Enfim, só eu mesma…

Como estava no meu “leito de morte”, decidimos usar o seguro viagem e chamar um médico. Ele veio, me deu uma injeção e eu só queria saber de dormir. No dia seguinte, no momento da visita ao Templo de Abu Simbel, meu sonho de vida, eu estava praticamente dopada. Sei que estive lá porque tenho as fotos, mas não me lembro de nada.

Carol Belo - Egito

Egito Templo de Abu Simbel. Imagem: Arquivo pessoal.

Motivos para contratação do seguro viagem

Essa história que parece uma ficção aconteceu comigo e o seguro viagem tornou as coisas muito mais fáceis. Vamos entender o motivo.

O seguro viagem garante à pessoa que está viajando a ajuda em qualquer situação de emergência. E isso inclui não só despesas médicas, como também:

Acompanhamento de menores;

Assistência Farmacêutica;

Traslado / Repatriamento de Corpo;

Assistência Odontológica;

Retorno de familiares em caso de falecimento;

Assistência jurídica;

Extravio de bagagens;

Cancelamento de voos;

Entre outros…

Se eu não tivesse o seguro, teria que arcar com o atendimento do meu bolso e poderia correr o risco de nem ser atendida direito por conta da limitação com o idioma. Mesmo falando Inglês, podemos estar nervosos ou impossibilitados para um entendimento perfeito.

Na hora de escolher o seguro viagem, contrate o que atenderá melhor às necessidades da sua viagem.  Para nós, que viajamos para correr, a contratação do seguro viagem deve ser mais cuidadosa ainda. Afinal, estamos viajando para praticar esportes, então o seguro viagem deve ter esse tipo de cobertura.

Caso você não contrate um seguro com cobertura para práticas esportivas e sofra um acidente, pode haver o risco de você não ser coberto e ter que arcar com todas as despesas médicas e hospitalares.

O local também é importante… Para entrar na maioria dos países da Europa o seguro viagem é obrigatório. Isso porque lá existe o Tratado de Schengen, válido em 26 países. Então, o viajante precisa ter um seguro com cobertura mínima de 30 mil Euros para entrar em qualquer país desse tratado.

“Ah Carolina, eu viajei e ninguém me pediu o seguro”

Excelente! Mas e se tivesse pedido e você não tivesse? Você voltaria dali do setor de imigração direto para o Brasil, sem nenhum choro e nem argumento.

Uma dica! Alguns cartões de crédito oferecem seguro viagem. No entanto, algumas condições precisam ser observadas. Então, dessa forma, o recomendado é sempre entrar em contato com a central de atendimento da administradora do cartão para verificar se a cobertura atende às suas necessidades.

Então, para tentar deixar a viagem mais leve, não deixe de contratar um seguro viagem. Como disse no início, a gente paga para não usar, mas é melhor assim…

Voltando ao drama inicial… Melhorei ao longo dos dias, mas só fui me curar mesmo quando saí do Egito para o outro destino da viagem. Resolvi que deveria voltar ao Egito dois anos depois. Afinal, eu havia passado mal a maioria do tempo da viagem anterior. E fui.

Além de ser a época da Primavera Árabe (sim, eu havia comprado a passagem com antecedência e não imaginaria isso acontecendo), no terceiro dia, estourei meu tímpano. SÉRIO! Decidi que não voltaria mais ao Egito. No meu caso, nem com o seguro viagem o Egito seria tão seguro assim para mim, he he he he.

E aí? Você costuma contratar um seguro viagem? Já precisou usar? Conte aqui nos comentários! Vou adorar continuar a nossa conversa.

Até a quarta sexta-feira de junho, com alguma prova legal pelo mundo!

Um super beijo,

Carolina Belo

Carolina Belo
Carolina Belo
Olááá! Eu sou Carolina Belo, um ser “múltiplo”. Isso porque sou Bióloga, Turismóloga e Guia de Turismo. E nessa mistura toda ainda sou viajante e corredora. Gosto muito de escrever, principalmente quando o tema envolve minhas paixões: viagem, corrida e fotografia. Sou uma pessoa feliz...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *