alimentos integrais
Por que comer alimentos integrais?
09/06/2020
Atenção plena
Atenção Plena: Corpo, Alma e Consciência
15/06/2020
Exibir tudo

Paavo Nurmi – O Finlandês Voador

Paavo Nurmi

Também conhecido como Homem Relógio, por sua mania de correr com um relógio na mão controlando seu ritmo

Nascido em 13 de junho de 1897, em uma família pobre da classe trabalhadora na cidade de Turku-Finlândia, Paavo Nurmi deixou a escola aos doze anos para sustentar sua família.

Em 1912, ele foi inspirado pelos feitos olímpicos do atleta também Finlandês Hannes Kolehmainen (4 ouros e detentor de um recorde mundial nos 5.000m) e começou a desenvolver um rigoroso programa de treinamento.

Nurmi, vegetariano desde os 12 anos de idade, considerado um dos maiores corredores de meia e longa distância de todos os tempos, começou a surgir com bons resultados durante o serviço militar, estabelecendo recordes nacionais e seguindo para a sua estreia internacional nos Jogos Olímpicos de 1920 em Antuérpia-Bélgica.

Depois de ganhar uma medalha de prata nos 5.000m, ele conquistou ouro nos 10.000m e nos eventos de cross country: individual e por equipes.

Paavo Murmi

Paavo Nurmi nos Jogos Olímpicos de Verão de 1920 em Antuérpia. Imagem: Domínio Píblico.

Em 1923, Nurmi se tornou o primeiro corredor a manter recordes mundiais simultâneos na milha (1.609m), nas corridas de 5000m e nos 10.000m, um feito que nunca mais foi repetido!

No seu auge, Nurmi tinha vários apelidos “Finlandês Voador e Homem Relógio”, foi invicto em 121 corridas nas distâncias de 800m para cima.

Ao longo de sua carreira de 14 anos, ele permaneceu invicto nos eventos de cross country e nos 10.000m, quebrou 22 recordes mundiais oficiais em distâncias entre 1500m e 20 km.

Ele também estabeleceu muitos outros não oficiais num total de 58.

Recordes

Seus recordes mundiais em pista coberta eram todos não oficiais, pois a IAAF somente passou a ratificar nos anos 1980.

O recorde de Nurmi para a maioria das medalhas de ouro olímpicas foi igualado pela ginasta Larisa Latynina (RUS) em Tóquio-1964, pelo nadador Mark Spitz (USA) em Munique-1972 e pelo também atleta Carl Lewis (USA) em Atlanta-1996, e superado pelo nadador Michael Phelps (USA) em Pequim-2008.

O recorde de Nurmi, 12 medalhas nos Jogos Olímpicos permaneceu até Edoardo Mangiarotti (ITA) ganhar sua 13ª medalha na esgrima em Roma-1960.

A revista Time escolheu Nurmi como o maior atleta olímpico de todos os tempos em 1996, e a IAAF o nomeou entre os primeiros doze atletas a serem introduzidos no Hall da Fama da IAAF em 2012.

Nurmi introduziu a estratégia de “ritmo contínuo” para competir nas corridas, segurando um cronômetro e distribuindo a sua energia uniformemente durante a prova.

Ele argumentou que “quando você corre contra o tempo, não precisa correr. Os outros atletas não conseguem manter o ritmo se for firme e duro até a linha de chegada”.

Ele foi considerado pioneiro também em relação ao treinamento. Ele desenvolveu um programa sistemático de treinamento durante todo o ano, que incluía treinamentos de longa distância e treinos intervalados, e influenciou não apenas atletas na Finlândia, mas em todo o mundo.

Ele popularizou a corrida como esporte de espectador e elevou o atletismo de pista para a glória de um esporte importante aos olhos dos fãs internacionais.

As realizações e os métodos de treinamento de Nurmi inspiraram as futuras estrelas de muitas gerações. Tais como, Emil Zátopek que baseou o seu sistema de treinamento no que ele foi capaz de descobrir sobre os métodos de Nurmi.

Ele era idolatrado por Lasse Virén que estava programado para encontra-lo pela primeira vez no dia em que Nurmi morreu. Hicham El Guerrouj foi inspirado a ser tornar um corredor para que ele pudesse “repetir as realizações do grande homem de quem o seu avô falou”.

Ele também se tornou o primeiro homem depois de Nurmi a vencer os 1.500m e os 5.000m nos mesmos Jogos.

Após sua aposentadoria, Nurmi continuou a correr leve 5km por dia e voltou sua atenção para o desenvolvimento de uma carreira na construção civil.

Ele também abriu um armarinho de roupas masculinas em Helsinque, que mais tarde seria dirigido por seu único filho, Matti. O negócio da construção prosperou e Nurmi tornou-se extremamente rico.

Herói nacional da Finlândia, Nurmi causou um dos momentos mais emocionantes dos Jogos Olímpicos de Helsinque, na sua pátria, em 1952, ao entrar no estádio carregando a Tocha Olímpica.

Paavo Nurmi

Paavo Nurmi levando a tocha para a abertura dos Jogos Olímpicos de Helsinque em 1952. Imagem: HS.

Quando morreu, em 2 de outubro de 1973, aos 76 anos de idade,  após um longo período de problemas de saúde, teve um enterro com honras de Estado.

Durante sua vida, Nurmi criou a Fundação Paavo Nurmi para o apoio à pesquisa cardiovascular e também à “saúde nacional em geral”.

Hall da Fama IAAF

 

Paavo Nurmi

 

 

 

Método 5Cs

Conheça o Método 5Cs, desenvolvido pelo professor Edgar Oliveira, utilizado por centenas de corredores. Impactando tanto na performance nas corrida quanto na vida de atletas de todo país.
5Cs – Conhecimento, Consistência, Cronograma, Coragem e Comprometimento.

www.metodo5cs.com.br

 

Instagram

WhatsApp

 

 

Outras matérias do Edgar Oliveira:

Emil Zátopek – A Locomotiva Humana – Olha o que ele fez!

É possível vencer uma maratona descalço? Abebe Bikila provou que sim!

Por que movimentar o meu corpo?

Edgar Oliveira
Edgar Oliveira
Criador do Método 5 Cs. Especialista em periodização do treinamento para atletas corredores de pista e rua em todas as faixas de idades. Atleta Olímpico em Barcelona 1992 e Atlanta 1996. Graduado em Educação Física, pós graduado em Administração e Marketing Esportivo. Coordenador Técnico no Instituto Internacional Correr Bem. CREF é 32260 G/RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *