Onde correr na Zona Sul do Rio de Janeiro: Vista Chinesa
04/12/2020
Onde Correr na Zona Norte do Rio de Janeiro: Engenhão
08/01/2021
Exibir tudo

Onde correr na Zona Oeste do Rio: Barra da Tijuca

Olááá! Tudo bem? E demos a volta por todas as zonas da cidade e voltamos ao ponto de partida: onde correr na Zona Oeste do Rio de Janeiro? Hoje vamos citar três lugares da Barra da Tijuca.

 

São eles:

Bosque da Barra;

Parque Ambiental Professor Mello Barreto;

Praia da Barra da Tijuca.

O Bosque da Barra

O Parque Natural Municipal Bosque da Barra está localizado, como o próprio nome diz, na Barra da Tijuca, no quilômetro 6 da Avenida das Américas.

Ele é uma unidade de conservação municipal e uma das áreas verdes mais visitadas da região.

No passado, o Bosque da Barra era conhecido como Parque Arruda Câmara.

O Bosque da Barra conta com uma ampla estrutura de lazer. O ponto alto do parque é um grande lago, onde, em suas margens, as pessoas realizam picnic e diversas atividades de descanso e de lazer.

 

Entretanto, o parque não se resume só a esse local. São 50 hectares no total com trechos arborizados, diversas alamedas, grandes gramados, playgrounds e churrasqueiras de pedra. É como um oásis em meio a uma região muito urbanizada.

Para os corredores e caminhantes…

O Bosque da Barra possui uma pista de terra batida de 3 km no seu entorno. Também há a opção de correr/caminhar pelas alamedas internas do parque.

 

Somando-se a isso, também há uma pista de 540 metros, no entorno do lago, que é muito boa para treinos de “tiros”.

Um pouco de informações ambientais…

A vegetação local do parque possui características originais de restinga com áreas arenosas, brejos e várzeas.

 

Está sendo feito um trabalho de remoção de espécies exóticas no local. Isso é importante, pois espécies que são introduzidas em um local podem afetar o equilíbrio ambiental.

Ficou interessado?

O Parque funciona de terça a domingo, das 7h às 17h. Há um estacionamento no local. Ele é gratuito, mas, como não é muito grande, é melhor chegar cedo para garantir uma vaga.

 

A entrada do parque também é gratuita. Há bebedouros e banheiros perto da entrada (também há banheiros na região das churrasqueiras).

 

Não há local para compra de alimentos no parque. Há um vendedor ambulante autorizado próximo ao lago. No entanto, nunca o vimos durante a semana. Só aos finais de semana. Portanto, leve seus alimentos.

No outro lado da pista da Avenida das Américas há um Hortifruti. Portanto, o suco ou a água de coco pós-treino está garantida nesse sentido…

Como chegar?

Há diversas maneiras de chegar ao parque. Como disse, há um estacionamento no local.

Caso a pessoa não queria ir de carro, são diversas as opções de ônibus que param próximo à entrada do Bosque da Barra. As linhas 361, Integrada 09 e 315 param em um ponto de ônibus quase em frente.

A pessoa também pode descer na Avenida Ayrton Senna (na altura do Mercado do Produtor) e seguir caminhando até a Avenida das Américas. No entanto, muita atenção a esse trecho, pois ele é bem deserto.

O BRT também é uma opção. No entanto, a estação Bosque da Barra é um pouco distante da entrada e a pessoa vai precisar dar uma boa caminhada. No entanto, pode ser um pré aquecimento para o treino, não é?

Partimos do Bosque da Barra em direção ao Parque Ambiental Professor Mello Barreto. Para isso, fomos correndo até a passarela na Avenida Ayrton Senna, na altura do Hospital Lourenço Jorge.

Atravessamos a passarela e seguimos em direção ao Barrashopping. Após passarmos pela maternidade Leila Diniz, já avistamos o parque. Era só atravessar algumas pistas e já tínhamos mais um oásis com sombra para amenizar o calor.

Parque Ambiental Professor Mello Barreto

Parque Ambiental Mello Barreto possui 5,5 hectares. Está localizado na Avenida Luís Carlos Prestes, atrás do Barrashopping. Ele margeia a Lagoa da Tijuca.

 

Antes da implantação do projeto desse parque, o local encontrava-se ocupado por diversas construções irregulares. Tais construções degradavam a vegetação de mangue original. Sendo assim, a proposta do local foi remover essas famílias e recuperar a área de forma que a faixa marginal da Lagoa estivesse protegida.

Novas vegetações de mangue foram reintroduzidas e diversos mini jardins foram construídos. É possível correr em uma pista de terra batida e visualizar o “Jardim de Restinga”, o “Jardim de Bromélias” e o “Arboreto de Mata Atlântica”.

 

Há também uma arena ao ar livre para a realização de eventos destinados a educação ambiental. Quando passamos por lá para treinar, havia, apenas, um mendigo dormindo na arena.

Um pouco de informações ambientais

A floresta de mangue ocupa 3,5 hectares dos 5,5 hectares que compõe o parque. Esse ecossistema é um importante elemento de ligação entre os ambientes lacustre e terrestre e funciona como berçário de espécies.

Entre a faixa de manguezal e o parque, foram utilizadas algumas plantas típicas de restinga, como o guriri (Allagoptera arenaria). A paisagem recriada buscava apresentar ao visitante os diversos ambientes que compõe o Sistema Vegetal Atlântico (mata, restinga e mangue), em meio a áreas de circulação.

Há alguns píeres onde o visitante pode apreciar a lagoa. No entanto, dependendo do dia e das condições climáticas e ambientais, o cheiro pode ser um fator limitante.

 

Para os corredores e caminhantes

A pista de corrida e caminhada do Parque Ambiental Professor Mello Barreto tem 1,2 km de extensão.

Ficou interessado?

O acesso ao parque é gratuito. Na verdade, ele é um local aberto. De um lado, há a Lagoa da Tijuca e de outro, as pistas da Avenida Luís Carlos Prestes.

 

Como avisar nunca é demais, em alguns momentos, o parque fica bastante deserto. Fique atento.

Terminamos de conhecer o Parque e partimos para a parte final do treino: a Praia da Barra da Tijuca.

Cortamos caminho pelo estacionamento do Barrashopping para acessar, novamente, a Avenida das Américas. Atravessamos na passagem subterrânea próximo ao New York e fomos em direção à Alvorada. Lá, subimos pela Avenida Ayrton Senna em direção à praia.

Praia da Barra da Tijuca

A praia da Barra da Tijuca é maior praia do Rio de Janeiro. São quase 18 km de extensão, que incluem a parte da Reserva. No entanto, de ciclovia estruturada, são 7,8 km.

A praia, em si, é caracterizada por sua areia branca, com águas esverdeadas e límpidas. A faixa de areia também permite um treino de qualidade.

 

Show, né? E o mais legal é que você pode unir os três locais em um mesmo treino ou correr em apenas em um deles e está tudo certo!

Você já correu em algum desses lugares na Barra da Tijuca (ou nos três)? O que achou? Conte aqui nos comentários e vamos continuar essa conversa!

Eu fico por aqui!

Um super beijo e até a próxima!

Carolina Belo

Blog: https://www.viajarcorrendo.com.br

Instagram ícone Facebook ícone YouTube ícone Twitter ícone Pinterest ícone

 

 

Viajar Correndo

 

Últimas matérias do Viajar Correndo:

Onde correr na Zona Sul do Rio de Janeiro: Vista Chinesa

Onde correr no Centro do Rio de Janeiro: Boulevard Olímpico

Onde correr na Zona Norte do Rio de Janeiro: Parque Madureira

Onde correr na Zona Oeste do Rio de Janeiro: Parque Radical de Deodoro

Carolina Belo
Carolina Belo
Olááá! Eu sou Carolina Belo, um ser “múltiplo”. Isso porque sou Bióloga, Turismóloga e Guia de Turismo. E nessa mistura toda ainda sou viajante e corredora. Gosto muito de escrever, principalmente quando o tema envolve minhas paixões: viagem, corrida e fotografia. Sou uma pessoa feliz...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *