Todo Mundo Vai
Circuito Todo Mundo Vai 2019
05/05/2019
Importância do fortalecimento muscular
09/05/2019
Exibir tudo

Modalidades do Stand Up Paddle

Uma prancha, um remo e a natureza. Basta remar em pé em cima de um pranchão que você já está praticando o stand up paddle, também conhecido como SUP.

Mas é só isso mesmo? Tão simples assim? Quem pratica o Stand Up Paddle sabe que ele vai muito além de uma prática esportiva, ele é um estilo de vida a ser seguido.

Confira aqui as sua modalidades:

Fute SUP ou SUP Polo

Alguns desafios de Fute SUP já foram realizados no Brasil, porém por incrível que pareça a modalidade tem crescido bastante em outros países. Mesmo atualmente sendo encarado como uma brincadeira, é evidente que com o crescimento do numero de adeptos é uma questão de tempo, para os eventos promocionais se transformarem em oficiais.

O Brasil como o país do Futebol, não deve ficar de fora dessa onda.

Stand Up Paddle

Freestyle

A modalidade Freestyle tem como objetivo avaliar a variedade de manobras realizadas sobre a prancha de Stand Up Paddle apenas com a mobilidade do corpo e auxilio do remo. Não existe campeonatos oficiais da modalidade, porém isso é uma questão de tempo!

Pois não é necessário grande espaço para demonstrações que envolvem o equilíbrio a habilidade de malabarismo sobre a prancha. Essas podem ser realizadas em piscinas e acreditamos ser uma questão de tempo para a modalidade despertar interesse de organizadores e patrocinadores.

Stand Up Paddle

Race

A modalidade Race tem como objetivo creditar como vencedor o atleta com o maior potencial de rendimento da prancha com o remo, capaz de realizar o percurso estabelecido para prova em menor tempo, ultrapassando assim a linha de chegada a frente dos demais.

A classificação geral é estabelecida por ordem de chegada e o tamanho dos percursos variam conforme a categoria. Para o profissional, a distância mais comum é de 12 km e para o amador 6km.

Porém distâncias menores para Junior, kids e iniciantes também são exploradas nos eventos e com isso o numero de participantes aumenta consideravelmente. No Brasil, a quatro anos consecutivos a CBSUP, promove o maior circuito de Race do mundo.

Stand Up Paddle

Wave

A modalidade Stand Up Paddle wave, objetiva fundir as habilidades e possibilidades de desempenho do surf clássico e moderno com o uso do remo. Desta forma, pretende-se que as potencialidades e características do equipamento “prancha e remo” sejam usadas em sincronismo em uma onda. Assim, somente surfar a onda sem o auxilio do remo não é o pretendido pelo Stand Up Paddle Wave.

As primeiras competições brasileiras foram da modalidade SUP Wave, desde então já foram consagrados vários campeões brasileiros da modalidade.

Desde 2010 cinco etapas do circuito mundial também já foram realizadas no país e desde então três atletas brasileiros já se consagraram campeões mundiais, entre eles: o santista Leco Salazar, a paulista Nicole Pacelli e em 2015 o carioca Caio Vaz.

Stand Up Paddle

River SUP

modalidade River SUP, muito similar ao Rafting da canoagem, tem como objetivo descer corredeiras sobre a prancha de Stand Up Paddle apenas com a mobilidade do corpo e auxilio do remo.

O primeiro campeonato de River SUP feito no Brasil, foi o no canal artificial de Itaipu, no ano de 2013. Em 2014 e 2015, devido a seca, não houve a possibilidade da realização da prova, porém em outros destinos a modalidade vem crescendo bastante no mundo e no Brasil e em breve novos eventos deverão fazer parte do calendário anual.

Stand Up Paddle

Maratona

A Maratona como o próprio nome já diz, são provas de Race com distâncias maiores, que podem variar de 30Km a 50Km. Provas de Downwind também podem ser consideradas maratonas.

Desde 2013, o Pantanal Extremo, uma das provas mais desafiadoras do Brasil, promove a prova do campeonato brasileiro de SUP Maratona. Em 2015 o evento passou a valer pontos para o circuito brasileiro de SUP race overall.

Stand Up Paddle

Downhind

O Downwind é uma das modalidades mais desafiadoras. Normalmente praticado com pranchas acima de 14′ em mar aberto e com vento e ondulação a favor o praticante é capas de atingir velocidades de até 18 km/h.

No Brasil ainda não existe competições oficiais da modalidade, porém muitos atletas se deslocam para a temporada havaiana para participar de uma das mais desafiadoras competições do mundo. A Molokai Oahu, click aqui e conheça a prova: www.molokai2oahu.com

Stand Up Paddle

Sprint

A modalidade Race Sprint, tem como objetivo creditar como vencedor o atleta com o maior velocidade da prancha com o remo em percursos curtos, de acordo com as regras da CBSUP os percursos estabelecidos para provas de Sprint podem variar de 200 metros à 100 metros.

As competições de Race Sprint são disputadas no formato de chaves eliminatórias, com baterias de dois a oito atletas e avançam os melhores colocados por ordem de chegada até a bateria final.

O primeiro campeonato Brasileiro de Sprint, foi realizado em 2013, na represa de Guarapiranga em São Paulo. O percurso da prova foi de 800 metros e o vencedor da prova principal foi o paulista Luiz Calos Guida. Entre as mulheres venceu Ariela Cesar também de São Paulo.

Stand Up Paddle

Race técnico

A competição da CLASSE RACE TÉCNICO ou SLALON (Corridas entre obstáculos naturais e ou artificiais), tem como objetivo explorar a velocidade, habilidade e técnica do atleta sendo os vencedores os competidores que completam o percurso proposto no menor tempo possível.

Os percursos reconhecidos pela CBSUP devem medir de 300m a 3000m . O competição se da através de chaves eliminatórias onde cada bateria pode ter um mínimo de 2 e máximo de 16 atletas. O número de atletas inscritos e a capacidade da raia, poderão realizar-se largadas em outras formatações em acordo com diretor de prova e o diretor técnico da CBSUP.

As largadas e chegadas normalmente são realizadas na praia com formato Lemans.

Até 2015 todas as competições de Race Técnico no Brasil foram realizadas em carater de confraternização, porém em 2015 a CBSUP aprovou a modalidade como prova valida para ranking overall de Race e o primeiro evento oficial da modalidade está agendado para final de novembro em IbiraqueraSC e valerá como a quinta etapa do circuito brasileiro de SUP race 2015.

Stand Up Paddle

 

Via: Portal Remadas

Renato Almeida
Renato Almeida
Empreendedor responsável pela empresa RRtech Web Design & Marketing Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *