Quando a corrida é muito mais que um desafio pessoal
23/07/2019
Simone Bassani_ S21K
Como foi correr 21km na RIO S21k
29/07/2019
Exibir tudo

Corrida das Pontes do Recife, a São Silvestre do Nordeste

A prova abre o calendário oficial de eventos esportivos do Estado de Pernambuco

Olááá! Tudo bem? Depois de uma prova que passa por uma ponte e atravessa dois continentes, hoje vamos falar de outra prova relacionada à ponte. Mas não é uma ponte apenas: são sete. Que corrida é essa? A Corrida das Pontes do Recife. Vamos conferir?

Essa é uma corrida tão tradicional na cidade que ela é conhecida como a “São Silvestre do Nordeste”. A prova abre o calendário oficial de eventos esportivos do Estado e é comemorativa ao aniversário da cidade de Recife.

Há duas possibilidades de distâncias para os adultos: 10 km ou 5,2 km (corrida e caminhada). Também há uma prova infantil e de adolescentes conhecida como “Corrida das Pontinhas” de 1,8 km.

A largada e a chegada acontecem na Praça do Forte de São João Batista do Brum (Forte do Brum, para os íntimos).

Esse forte foi construído no século XVI para segurança e proteção da barra do porto e da povoação do Recife. Afinal, a Capitania de Pernambuco era alvo de cobiça e de ataques de piratas ingleses e franceses devido à sua prosperidade.

E como Recife é bem quente, a largada acontece cedo: às 7 horas.

O percurso passa por sete pontes de Recife:

  • Ponte do Limoeiro (última ponte sobre o Rio Beberibe antes de sua confluência com o Rio Capibaribe);
  • Ponte Princesa Isabel (primeira ponte em ferro de Recife);
  • Ponte Buarque de Macedo (a mais extensa do centro do Recife, com 288 metros.);
  • Ponte Maurício de Nassau (primeira ponte de grande porte do Brasil. Foi palco da história do “boi voador”);
Corrida das Pontes do Recife

Ponte do Limoeiro. Imagem: Arquivo pessoal.

 

Corrida das Pontes do Recife

Ponte Princesa Isabel. Image: Arquivo pessoal.

 

Corrida das Pontes do Recife

Ponte Buarque de Macedo. Imagem: Arquivo pessoal.

 

Corrida das Pontes do Recife

Ponte Maurício de Nassau. Imagem: Arquivo pessoal.

 

Um boi voou em Recife

Tenho que interromper o texto para contar essa história… Você sabia que um boi voou em Recife? Tudo porque, durante a invasão holandesa, Maurício de Nassau resolveu construir algumas pontes sobre o Rio Capibaribe.

Como o projeto demorou para ser executado e houve muita reclamação por parte da população, Maurício de Nassau resolveu tomar para si a empreitada e utilizou recursos próprios para a construção de uma das pontes.

É claro que ele precisava reaver esse investimento… Para isso, resolveu cobrar pedágio no dia da inauguração. Para ter muitas pessoas que de dispusessem a fazer isso, ele anunciou que um boi iria voar na ponte…

Claro que o povo ficou curioso. Afinal, onde já se viu um boi voar? Mas claro que tudo foi um truque. Ele mandou abater um boi e preenchê-lo com erva seca.

No grande dia, ele apresentou um boi muito manso e o fez subir ao alto de galeria para que fosse visto pelas pessoas presentes. O boi foi levado para um aposento, de onde tiraram o outro boi cheio de palha e o fizeram vir voando por uma corda. A população foi ao delírio.

Voltemos às pontes do percurso…

  • Ponte Duarte Coelho (durante o carnaval, ela serve de apoio ao Galo da Madrugada);
  • Ponte Boa Vista (possui o brasão imperial no alto de cada pilastra e datas que sintetizam a história de Pernambuco e do Brasil);
  • Ponte 12 de setembro (era chamada de Giratória porque possuía um mecanismo que girava e permitia a navegação no Rio Capibaribe.).
Ponte Boa Vista

Ponte Boa Vista. Imagem: Arquivo pessoal.

 

Ponte 12 de Setembro

Ponte 12 de setembro. Imagem: Arquivo pessoal.

 

E nem só de pontes vive a Corrida das Pontes do Recife… Tem muitos prédios históricos ao longo do trajeto, além de passarmos pelo famoso Marco Zero de Recife.

 

Museu do Trem do Recife, o primeiro museu ferroviário do Brasil. Imagem: Arquivo pessoal.

 

Marco Zero. É deste marco que são feitas todas as medidas oficiais de distâncias rodoviárias locais. Imagem: Arquivo pessoal.

 

Confira o mapa dos percursos de 2019

 

 

Apesar de todo o calor, foi incrível participar dessa prova!

A edição para 2020 da Corrida das Pontes do Recife ainda não está com as inscrições abertas, mas fique ligado no site da corrida em: http://corridadaspontesdorecife.com.br/

Então, finalizo por aqui, deixando a dica dessa prova muito interessante, repleta de história e curiosidades.

Até a próxima!

Um super beijo,

Carolina Belo

Carolina Belo
Carolina Belo
Olááá! Eu sou Carolina Belo, um ser “múltiplo”. Isso porque sou Bióloga, Turismóloga e Guia de Turismo. E nessa mistura toda ainda sou viajante e corredora. Gosto muito de escrever, principalmente quando o tema envolve minhas paixões: viagem, corrida e fotografia. Sou uma pessoa feliz...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *