Dobradinha neozelandesa no triathlon e surpresa na trail run 21K feminina marcam XTERRA Brazil 2019, em Ilhabela
15/05/2019
Meia Maratona das Cataratas
12ª Meia Maratona das Cataratas
18/05/2019
Exibir tudo

A importância dos glúteos para corredores

Geralmente os glúteos não recebem a atenção merecida. Por isso, outros grupamentos musculares acabam trabalhando dobrado, aumentando o risco de lesão.

No meu último artigo, falei sobre a importância do fortalecimento muscular para os praticantes de corrida de rua. Agora vou destacar e falar sobre a importância desse fortalecimento dos glúteos.

Atenção homens que ainda tem preconceito em malhar os glúteos, por favor, deixe-o de lado!

Dentre os glúteos, vale ressaltar o glúteo médio. Ele é o músculo responsável pelo equilíbrio e estabilização do quadril. Por isso, eu afirmo que ele é um dos mais importantes para o corredor.

A corrida é uma atividade que ocorre em desequilíbrio constante

Sempre estamos com apenas um dos pés no solo. Quem mantém o quadril estável e impede que a pelve incline para baixo é o glúteo médio. Logo, ele permite uma passada correta e equilibrada. Por isso, esse pequeno músculo tem uma enorme importância.

O fortalecimento do glúteo médio e do glúteo máximo também auxilia na proteção da articulação do joelho, ajudando a proteger do impacto e manter a estabilidade.

Assim, outros músculos, como o quadríceps, não ficam sobrecarregados. Esse trabalho é importante para impedir lesões como a síndrome da banda iliotibial, a bursite trocantérica e a inflamação dos tendões.

A flexibilidade da região glútea é tão importante quanto o fortalecimento

Ela é um complemento que auxilia na eficiência da passada e no amortecimento do impacto sofrido pela articulação do joelho. Por isso, é ideal que se trabalhe também o alongamento dessa região.

Estudos recentes comprovam que quanto maior a flexibilidade do glúteo médio, mais consistente e previsível se torna a passada. Um músculo forte e flexível representa movimentos mais econômicos. Lembre da importância de um profissional qualificado para a prescrição e acompanhamento de qualquer exercício ou atividade física.

A seguir, seguem dois exercícios básicos e fundamentais para se trabalhar a musculatura glútea.

Exercício 1

Foto: Arquivo pessoal.

Mantenha um dos pés apoiados ao solo com a perna estendida e flexione o joelho da outra perna para trás. Mantenha o equilíbrio por alguns segundos e mantenha a pelve sempre alinhada. Agora com a ponta de uma das mãos flexione o quadril e toque a ponta do pé que está no solo. Repita 15 vezes o movimento com cada perna. Tenha sempre a atenção de manter o quadril reto e a pelve alinhada.

Exercício 2

Foto: Arquivo pessoal.

Coloque um mini band (elástico) nos tornozelos. Mantenha o tronco e joelhos semi flexionados. Com os pés em dorsiflexão se desloque lateralmente. Faça o mesmo deslocamento para ambos lados.

Agora que todos já sabem a importância do glúteo, em especial do glúteo médio, vamos evoluir no treino e ter ganhos em velocidade e distância com menores riscos de lesão.

Bons treinos e excelentes corridas.

Todo Atleta

André Luiz Souza
André Luiz Souza
Responsável técnico e professor da assessoria esportiva Todo Atleta. Pós-graduando ciência da performance humana (UFRJ), graduado em educação física (UFRJ), com curso em treinamento funcional (CEFAN) e curso de treinamento físico militar (CEFAN).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *